Home Notícias Aeroporto

VC no Portal

Educação

CONCESSÃO: SUCESSO DO LEILÃO VAI AGILIZAR A PRIVATIZAÇÃO DE CONFINS PDF Imprimir E-mail
Escrito por O TEMPO Online com informações de agências   
Ter, 07 de Fevereiro de 2012 08:17

Um dos consórcios foi formado por fundos públicos e gerou polêmica

Sucesso. Aeroportos de Guarulhos, Campinas e Viracopos foram leiloados ontem na Bovespa e lembrou o processo de privatização. Foto: HELVIO ROMERO/AGÊNCIA ESTADOSucesso. Aeroportos de Guarulhos, Campinas e Viracopos foram leiloados ontem na Bovespa e lembrou o processo de privatização. Foto: HELVIO ROMERO/AGÊNCIA ESTADO

São Paulo. O resultado do leilão de privatização dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília superou as expectativas mais otimistas do mercado. Ninguém duvidava que a disputa seria acirrada, mas não se esperava ágios de até 673%, como ocorreu com o aeroporto de Brasília. Na média, as três concessões tiveram ágio de 347% e vão render ao governo federal R$ 24,5 bilhões. O dinheiro, pago em parcelas anuais durante o período de concessão, será usado em melhorias no setor aéreo. Incluindo todos os aeroportos administrados pela Infraero.

Segundo uma fonte que assessorou um dos principais consórcios que participaram do leilão, o resultado deve levar o governo a realizar neste ano ou no próximo novas privatizações de aeroportos com dificuldades crônicas de funcionamento, com destaque para o Galeão, no Rio de Janeiro, Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, e Salgado Filho, em Porto Alegre. O próprio governo já sinalizou essa possibilidade quando abriu, há cerca de um ano, o projeto de conceder os três aeroportos leiloados ontem para a iniciativa privada.

Realizado na manhã de ontem, na sede da BM&FBovespa, o leilão lembrou as grandes privatizações da década de 90, com direito a protestos na rua XV de Novembro e muito buchicho entre os investidores. No saguão da bolsa paulista, estava a nata da infraestrutura brasileira e da construção civil, como Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa. As três gigantes, no entanto, saíram de mãos abanando.

Quem causou furor entre os investidores foi o consórcio formado pela Invepar, empresa formada pelos fundos de pensão (Previ, Funcef e Petros) e a construtora OAS. Em parceria com a operadora estatal sul-africana ACSA, o grupo minou qualquer possibilidade de a concorrência arrematar o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A oferta, de R$ 16,21 bilhões e ágio de 373,5%, era R$ 3,3 bilhões superior ao segundo melhor lance.

A disputa foi para o viva voz, mas ninguém ousou fazer propostas. Nas rodinhas entre executivos que participaram do leilão, a aposta era descobrir como o consórcio conseguiu fazer uma proposta tão alta por Guarulhos. E não faltaram insinuações como: "É um consórcio chapa branca" ou "ficou dentro de casa", uma referência ao fato de o consórcio ser formado por fundos de pensão de estatais como Banco do Brasil, Caixa e Petrobras.

Advogados que estudaram os três aeroportos não conseguiram encontrar a equação financeira do grupo e acreditam que o retorno do investimento não supere 4%. O presidente da Invepar, Gustavo Rocha, mostrou-se bastante satisfeito com o resultado e revelou que espera elevar de forma significativa o volume de receitas não tarifárias do aeroporto.

Dilma quebra alguns tabus ideológicos

Brasília. Os leilões de privatização de três aeroportos brasileiros estão sendo bem avaliados pelo investidor estrangeiro e significam um ponto positivo para o governo de Dilma Rousseff, avaliou o chefe de Pesquisa de Mercados Emergentes para as Américas da Nomura Securities em Nova York, Tony Volpon. "A sinalização que isso dá é sobre a capacidade e vontade do governo Dilma de romper com certos tabus ideológicos dentro do próprio governo, do partido (PT) e está sendo visto de forma positiva. Ninguém esperaria que isso saísse do governo Lula, mas ela foi lá e fez", comentou o economista.

PRIVATIZAÇÃO: Modelo é mais eficiente, diz especialista Brasília.

O leilão de três dos principais aeroportos do país consolida o modelo "híbrido" de privatização como o preferido pelo governo federal. Neste modelo, o Estado continua como sócio ativo, podendo acompanhar a administração e contribuir com os investimentos necessários para a ampliação dos serviços. É um sistema bem diferente do que o país adotou nos anos 1990 para os setores de telefonia e energia elétrica, baseado na privatização completa e atuação do governo por meio das agências reguladoras.

A condição de sócio também visa a evitar a descontinuidade dos investimentos, como ocorreu no caso das privatizações de rodovias, de acordo com Paulo Fleury, presidente do Instituto de Logística e Supply Chain. "A participação de 49% da Infraero nos aeroportos vai permitir que o governo esteja mais perto e brigue para que os investimentos sejam feitos", disse.

Como ficouComo ficou

Última atualização Ter, 07 de Fevereiro de 2012 08:55
 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Notícias - Aeroporto

Imagem
FIM DE PAPO. CONSÓRCIO AEROBRASIL LEVA O AEROPORTO DE CONFINS POR R$ 1,8 BI

Juntos, os dois aeroportos arrecadaram 251,74% a mais do que o previsto pelo governo Às 11h36, na... Leia mais...
Imagem
INFRAERO ASSUME OBRA DE TERMINAL EM CONFINS

Empresa construirá empreendimento por meio de contratação direta. Após três tentativas... Leia mais...
Imagem
“VOU DE TAXI”. CONFINS, LAGOA SANTA E BELO HORIZONTE PODERÃO LEVAR E TRAZER PASSAGEIROS ENTRE CAPITAL E AEROPORTO

Convênio terá duração inicial de 6 meses, podendo ser prorrogado. Os taxistas destas cidades... Leia mais...
Imagem
EM CONFINS. TRANSPORTE EXECUTIVO É AUTORIZADO

A exemplo do que já acontece na maioria das capitais brasileiras, o turista que chegar a Belo... Leia mais...
Imagem
GOL 'TOMARÁ MEDIDAS CABÍVEIS' SOBRE DECISÃO DA JUSTIÇA

A Gol informou nesta segunda-feira que recebeu no fim da tarde, por meio dos Correios, a... Leia mais...
Imagem
CONCESSÃO: SUCESSO DO LEILÃO VAI AGILIZAR A PRIVATIZAÇÃO DE CONFINS

Um dos consórcios foi formado por fundos públicos e gerou polêmica São Paulo. O resultado do... Leia mais...
Imagem
INFRAERO QUER LANCHONETES MAIS BARATAS NOS AEROPORTOS BRASILEIROS

Um edital da Infraero, publicado nesta quarta-feira (1º) no Diário Oficial da União, prevê a... Leia mais...
Imagem
INFRAERO ANUNCIA MEDIDAS PARA EVITAR CAOS EM CONFINS

Fluxo aumentará 10% em dezembro em relação a igual período de 2010 Chuvas, obras e um movimento... Leia mais...
Imagem
CONSÓRCIOS APRESENTAM PROPOSTAS PARA TERMINAL 2 DO AEROPORTO EM CONFINS

BELO HORIZONTE (25/11/11) - Mais um passo foi dado nesta sexta-feira (25), para a implantação do... Leia mais...
Imagem
VIAJANTES TROCAM ESTRADAS PELO CÉU

Infraestrutura de aeroportos, tarifas baratas e rapidez fazem moradores da Zona da Mata aderirem ao... Leia mais...
Banner
Se você não quer sua foto publicada no Portal de Confins, entre em contato citando o evento e o número da foto para retirarmos.
 

Leia o Jornal