Home

VC no Portal

Educação

ENTREVISTA: JOAQUIM DA RECEITA PDF Imprimir
NOTÍCIAS - ENTREVISTA
Escrito por Adriano Marques   
Ter, 29 de Junho de 2010 00:00

Joaquim da ReceitaJoaquim da Receita

A preocupação com o bem estar da população de Confins, tem sido constante no trabalho do vereador Joaquim da Receita:

“Nossa população merece mais qualidade de vida e cabe a nós, vereadores, proporcionar ações que a atenda.”

 

PC - Vereador, Confins nos últimos meses conta com o serviço de uma nova linha de ônibus (5293). Conte um pouco sobre essa nova opção de transporte.

Vereador Joaquim da Receita- Há sete meses venho ouvindo e engolindo seco, aguardando a liberação de uma ambulância pra falar sobre essa linha de ônibus. Inclusive, solicitei que o Prefeito marcasse uma reunião onde estivessem presentes dentre outros, os Vereadores Piquineu, João Cem, e o Vice-Prefeito Uales. Meu intuito era esclarecer que fui eu quem fez o primeiro requerimento de solicitação dessa linha de ônibus e não os Vereadores Piquineu e João Cem.  Cheguei ao compromisso no horário marcado e após trinta minutos de espera, os vereadores ainda não haviam chegado. Embora estivesse na cidade , o vice – prefeito não quis participar, provavelmente  devido ao  comportamento dos vereadores da base do prefeito.O Vereador Piquineu sequer deu retorno . O João Cem disse estar com o Vanderlei fora da cidade. Apesar de terem sido convidados para a reunião não tiveram a consideração de justificar a ausência. A falta de compromisso dos vereadores foi inclusive com o Prefeito da Cidade, já que eu pedi a ele que marcasse a reunião. Não é de se admirar ações desta natureza, quando estas partem do vereador João Cem. Seu próprio eleitorado já recebeu tapinha nas costas enquanto ouvia: “Quem mandou vocês acreditarem em promessa de político”.

RequerimentoRequerimentoPC - Como surgiu a ideia de fazer esse requerimento, vereador?

Joaquim da Receita - Percebo a necessidade das pessoas se deslocarem muitas vezes carregando crianças, peso, sacolas e não havia opção pra elas. A linha 5293 está circulando a mais ou menos sete meses, servindo Pedro Leopoldo /Lagoa dos Mares / Tavares / Confins / Aeroporto. Fiz esse requerimento nº 44/09 no dia 22 de Abril de 2009 que foi protocolado na Câmara Municipal em 26/05 daquele ano. E a partir daí comecei a movimentação para que o requerimento se transformasse em algo real. Tenho ouvido vários comentários de que quem requisitou essa linha de ônibus foram os vereadores Piquineu e João Cem. O último, numa atitude claramente oportunista, o próprio prefeito cita esses nomes em documento, porém a iniciativa partiu de mim. Em 8 de junho de 2009 ,através de Oficio do Gabinete 197/09 o prefeito responde: “ Requerimento 44/09 dos nobres Vereadores Srs. Joaquim Gomes de Souza e João Batista de Oliveira que solicitam alterações e extensão do itinerário dos ônibus que atendem ao município. Temos a informar que este pedido de extrema importância e urgência estará sendo analisado com grande apreço, e estaremos nos reunindo o mais breve possível com a concessionária do transporte coletivo de passageiros por ônibus, para viabilizarmos um melhor atendimento”. Isso não foi cumprido, aqui está caracterizada a má fé do Executivo: a reunião realmente aconteceu, porém, conforme Ofício do Gabinete 326/09, o prefeito cita uma reunião com o pessoal da Unir e presença dos Vereadores João Cem e Piquineu:” Este serviço começou a ser executado recentemente a pedido da própria população e com as presenças dos vereadores João Batista e José Carlos Apolinário, já nos reunimos com a empresa Unir para adequação da rota, bem como os horários mais necessitados pela população”. E em outra parte “... com a iniciativa dos Vereadores informados, já estamos adequando o serviço à sua realidade...”. E eu prefeito, onde fiquei? O requerimento foi meu. Quanto ao Vereador Piquineu, não vejo compromisso dele com a verdade quando ele aceita ser citado como um dos realizadores desse trabalho , quando de fato isso não é verdade. Enfim, o que importa mesmo é que a população está sendo atendida.

PC - A Infraero doou, há poucos dias, uma ambulância para cidade de Confins. Como foi a participação do senhor nessa aquisição?

Joaquim da Receita - Recebo muitas reclamações provenientes de munícipes no sentido de que falta uma ambulância para atendimento em Tavares. Infelizmente, caso aconteça algo grave lá, o tempo que a ambulância gasta da Policlínica Mãe Quita a Tavares  pode não ser suficiente para salvar uma vida. Foi pensando nisso que fiz o requerimento. Levei pessoalmente o ofício do prefeito 179/09 á Infraero, documento onde ele cita que a ambulância será destinada para serviços no Posto de Tavares. Mais tarde em requerimento 12/2010 solicitei informações sobre o andamento deste. No dia 09 de Junho de 2010, recebi a informação de que encontravam-se na Infraero, o Sr. Prefeito , seu vice e seu assessor para a retirada da ambulância . Apesar de não ter sido informado pelo Executivo, o que pra mim não foi surpresa, me desloquei para o pátio da prefeitura aguardando a chegada.

Na última reunião da Câmara, no dia 22, fui surpreendido por um requerimento do vereador Vanderlei pedindo uma ambulância para Tavares. Ora, essa ambulância já existe, fruto de um requerimento que fiz, e está destinada a Tavares conforme o senhor prefeito declarou. Ao que parece o Vereador Vanderlei está querendo tirar proveito da situação igualmente como fez o Vereador João Cem . Quer mostrar para o povo uma coisa que não fez. Se aproveitando do trabalho do outro. Ao ser questionado o vereador Vanderlei  disse que fez o requerimento porque pessoas foram a ele dizendo que eu falei que o mesmo não queria essa ambulância para Tavares . Desafio que ele traga essas provas, do contrário, considero que isso se trata de invenção e explica uma possível falta de apoio à minha candidatura à presidência da Casa em 2012.

AmbulânciaAmbulânciaPC - Na opinião do senhor, qual foi o motivo do Executivo não ter participado o senhor da chegada da ambulância?

Vereador Joaquim da Receita - É pura divergência política, por parte deles. Não há respeito a opiniões diferentes, e quem perde com esse jogo são os moradores de Confins. O atual presidente da Câmara Municipal de Confins, o vereador Piquineu, se comporta da mesma forma. São a tampa e o balaio. Ele não transmite nada a não ser a seus aliados de base. Um fato recente e lamentável foi o quadro de acrílico que veiculará ações do legislativo, colocado em locais estratégicos pela cidade. Considero um desrespeito, a verba é da Câmara. Todos os vereadores deveriam ser encarados como iguais, como um time de futebol que veste a camisa da comunidade, assim teríamos a união tão pregada nas reuniões.

PC - Vereador, a ambulância está em boas condições, apesar de ter servido à Infraero por um tempo?

Ônibus  parado em oficinaÔnibus parado em oficinaJoaquim da Receita - Sim. Inclusive tenho informações de que ela veio do Aeroporto até Confins sem problemas. Evidentemente vai precisar de pequenos reparos no motor. Segundo o mecânico que fez uma avaliação preliminar, trata-se de manutenções corriqueiras. Só espero que ela não fique “mofando”, assim como um Escolar de propriedade da Prefeitura de Confins. Esse ônibus está a mais de um ano parado em uma oficina mecânica aguardando autorização para conserto. Igual situação é a de um caminhão de lixo que também aguarda essa autorização. Enquanto isso, os funcionários que trabalham nesse setor, enfrentam péssimas condições de trabalho ao ficar de pé em cima do lixo sem nenhuma separação, correndo o risco inclusive de cair. Além disso, descobri que uma ambulância de propriedade da prefeitura, bem equipada também está parada em uma oficina mecânica aguardando manutenção. Não é possível que a prefeitura não tenha meios para consertar rápido essa ambulância pra que ela atenda a comunidade, estamos lidando com vidas preciosas. Não posso entender tamanho descaso. Tomara que ela tenha prioridade sobre o conserto de uma Ducato que capotou em uma rua de terra no começo de Junho. É inadmissível que em pleno ano de 2010, o setor de transporte não seja informatizado, veículos rodam 24 horas por dia . De acordo com moradores que acompanharam o momento em que a Ducato virou, muito rapidamente apareceu um trator, cordas, funcionários da prefeitura e até o assessor direto do prefeito para desvirar a Ducato. Será que igual tratamento teria se o carro virado fosse de um cidadão confinense comum? Estou certo de que a ambulância doada pela Infraero vai representar melhora no transporte de pacientes tanto em viagens que são feitas diariamente, quanto no atendimento aos casos emergenciais. Bem, vamos acompanhar e ver se essa ambulância em breve estará a serviço da comunidade de Tavares.

Faço um desafio ás pessoas citadas por mim nesta entrevista, Vanderlei, Piquineu e João Cem. Que elas provem que algo que eu falei é mentira. Provem, mas que venham com a verdade.

 

Comentários  

 
+2 #7 reginaldo itabela ba 02-10-2012 18:23
joaquim desejo sorte com a sua campanha politica da um abraço em rene e gidalva e vamos a vitoria
Citar
 
 
+1 #6 artur 26-08-2011 09:47
enquanto os srs;fazem campanha politica a bandidagem em confins esta a solta, o lugarzinho que nunca vai crescer meu deus!
Citar
 
 
0 #5 sergio rodrigues 22-08-2011 22:39
Agradeço a gentileza pela defesa de meu comentário, Sandra Toretti. Sigamos trabalhando em prol de uma sociedade mais justa e progressista. Seja por Confins ou pelo mundo. Atrás de morro tem montanha...
Citar
 
 
0 #4 Rafaela Silva 18-05-2011 18:20
Aproveitando o ensejo desta discussão, está na hora de nós, cidadãos competentes e capacitados de confins, e tambem dos que são 'de fora" se vierem com boas intenções, brigarmos pelos nossos ideais e contribuirmos com um crescimento organizado melhorando o futuro desta cidade.A Eleição será ano que vem, devemos deixar que a opcao para a politica de Confins seja novamente comandada em função de uma rixa antiga de politica?
Citar
 
 
+2 #3 Sandra Toretti 18-02-2011 21:47
Vitor, desculpe a indelicadeza, mas vou ter que falar sobre seu comentário citando o Sérgio. Em momento algum, ele emite qualquer opinião preconceituosa por confinenses.Moro aqui há 2 anos e percebo o preconceito inverso, apesar de não ter nascido aqui, escolhi aqui para morar. Meu marido trabalhava em Vira Copos para uma grande empresa de aviação, como prêmio por anos de trabalho, uma promoção permitiu que ele escolhesse para qual aeroporto quisesse ir. Pesquisamos e escolhemos Confins, daqui a poucos meses chegará mais um pequeno confinense aqui pra cidade e quero muito o bem do lugar para criar nosso maior tesouro com tranqüilidade. Da cidade que vim , era muito envolvida com as questões públicas e procurando me inteirar da situação aqui , conheci muita gente boa, formadas e competentes como você mesmo cita.Deixo agora uma reflexão,por que então,há tantos secretários da prefeitura e parte do funcionalismo público que são "de fora"?E outra :será que só gente "de dentro" presta?
Citar
 
 
-2 #2 Vitor Antunes Dias 18-02-2011 16:09
É Sergio, sua ignorância é tão grande que não sei se você sabe, Confins hoje possui advogados, engenheiros, médicos e tantas outras pessoas formadas e competentes, gente daqui confinenses, que nasceram e se criaram aqui, e nem por isso são enaltecidas pelo esforço que fazem. É de opiniões preconceituosas contra o povo de Confins como esta sua que nós não precisamos.Porque só gente de fora presta????
Citar
 
 
+2 #1 sergio rodrigues 17-02-2011 21:30
Parabéns ao vereador Joaquim da Receita! Votos de muita saúde e "nervos de aço" para seguir trabalhando em prol da população da cidade. "Oxalá" que "outros" aprendam com êle "para quê" foram eleitos. Saudações a todos. Sergio.
Citar
 

Adicionar comentário

Não é permitido palavrões ou palavras que ofendam grupos sociais específicos. Você pode demonstrar sua indignação e/ou euforia, entretanto utilize termos adequados e bom senso.


Reservamo-nos o direito de retirar palavras ou frases ofensivas ou então substituir pelo termo [INAPROPRIADO].

Opiniões políticas, culturais, sociais e/ou religiosas são de responsabilidade de seus COMENTARISTAS.

Antes da publicação dos comentários respondemos os e-mails de todos os COMENTARISTAS para maiores informações; se o e-mail não existir ou não for respondido com as informações solicitadas, o PORTAL DE CONFINS se resguarda no direito de não publicar o comentário.


Código de segurança
Atualizar




Outras notícias:

Powered By relatedArticle

Banner
Se você não quer sua foto publicada no Portal de Confins, entre em contato citando o evento e o número da foto para retirarmos.
 

Leia o Jornal